How disabled people travel by plane ?

By Ricardo Shimosakai
Airports and airlines offer support services to disabled passengers, but they are enough airports and airlines that offer support services to passengers with disabilities, but are they enough?
 

Source: Turismo Adaptado
In Mexico, 5.1% of the population has a disability, that is, more than 5 million people, according to INEGI ( Mexican National Statistics Institute ) and the other 95% of the population are entitled to travel by air and use the airport infrastructure in the country.
Currently, airports in Mexico have  facilities offering services for people with motor , visual, hearing or mental desabilities.
The Mexico City International Airport and airlines offer services to people with different abilities can move according to their needs.
The terminals include lifts, conveyors, power ramps, bathrooms, and transport by minibuses.
The airlines also offer special services for its passengers with disabilities, for example, Aeromexico and Volaris have accessibility to wheelchairs, signs and other facilities such as being accompanied by a guide dog, in addition to the assistance of his staff in the air as ashore.
It is important, regardless that company are traveling, inform in advance the airline on passenger disabilities to receive timely and quality support.
Despite all this services, both at airports and as the airlines still have some deficiencies in support of disabled people, according to Laura Bermejo, Vice President of the Association Libre Acceso (Open Access).
At the airport in Mexico City one of the main problems is the lack of wheelchairs and their poor condition.
Passengers with disabilities also submit to the security filter airports without doubt one of the main problems is that “staff need training to meet people with disabilities,” mentions Laura Bermejo.
In aircraft, despite the support of flight attendants, there are several difficulties. Some of the main ones are that not all aircraft have seats for people with motor disability or do not have signs in Braille for blind people.
In the order issued by the Directorate General of Civil Aviation and the SCT in November 2013 set up several points to approve operating and infrastructure criteria in providing air service to people with disabilities.
“Passengers with disabilities do not want special treatment, looking for a treatment according to their needs” says Laura Bermejo

Advertisements

Como viajam de avião as pessoas com deficiência?

Por  Ricardo Shimosakai
Fonte: Turismo Adaptado

Os aeroportos  e as companhias aéreas oferecem serviços de apoio aos passageiros com deficiência, mas são suficientes os aeroportos e companhias aéreas que oferecem serviços de apoio ao passageiro com deficiência, mas serão suficientes?
No México, 5,1 % da população tem alguma incapacidade, é dizer , que mais de 5 milhões de pessoas, de acordo com INEGI (Instituo nacional de Estatística mexicano) e os outros 95% da população têm direito a viajar de avião  e usar  as infraestruturas aeroportuárias do país.
Atualmente, os aeroportos do México contam com facilidades e instalações que oferecem serviços para pessoas com incapacidade motora, visual, auditiva ou mental.
O Aeroporto Internacional da cidade do México e as linhas aéreas oferecem serviços pra pessoas com capacidades diferentes  possam movimentar-se conforme as suas necessidades.
Os terminais contam com elevadores, tapetes rolantes, rampas eléctricas, casas de banho, transporte em minibus.
As companhias aéreas também oferecem serviços especiais para os seus passageiros com incapacidades , por exemplo, Aeroméxico e Volaris contam com acessibilidade a cadeiras de rodas , sinalética e outras facilidades como ser acompanhado por um cão guia, além da assistência do seu pessoal tanto no ar como em terra.
É importante, independentemente com que companhia se viaje, informar com antecedência a companhia aérea sobre as incapacidades do passageiro para receber apoio oportuno e de qualidade.
Apesar  de todos este serviços, tanto nos aeroportos como como as companhias de aviação ainda têm algumas carências no apoio das pessoas com incapacidade, de acordo com Laura Bermejo, Vice presidente da Associação Libre Acceso ( Livre Acesso).
No aeroporto da Cidade do México um dos principais problemas é a falta de cadeiras de rodas e o seu mau estado.
Os passageiros com incapacidade também se submetem aos filtros de segurança dos aeroportos, sem dúvida, um dos principais problemas é que “o pessoal carece de formação para atender pessoas com deficiência”, menciona Laura Bermejo.


Nos aviões, apesar do apoio dos assistentes de bordo, existem várias dificuldades.  Algumas das principais são que nem todas as aeronaves contam com assentos para pessoas com incapacidade motora ou não contam com sinalização em Braille para pessoas cegas.
No despacho  emitido pela Direção Geral de Aeronáutica Civil e a SCT em novembro de 2013 estabelecem-se vários pontos para homologar critérios operativos e de infraestrutura  na prestação de serviço de transporte aéreo a pessoas com incapacidade.
“Os passageiros com incapacidade não querem um tratamento especial,  procuram um tratamento de acordo com as suas necessidades” refere Laura Bermejo