Como viajam de avião as pessoas com deficiência?

Por  Ricardo Shimosakai
Fonte: Turismo Adaptado

Os aeroportos  e as companhias aéreas oferecem serviços de apoio aos passageiros com deficiência, mas são suficientes os aeroportos e companhias aéreas que oferecem serviços de apoio ao passageiro com deficiência, mas serão suficientes?
No México, 5,1 % da população tem alguma incapacidade, é dizer , que mais de 5 milhões de pessoas, de acordo com INEGI (Instituo nacional de Estatística mexicano) e os outros 95% da população têm direito a viajar de avião  e usar  as infraestruturas aeroportuárias do país.
Atualmente, os aeroportos do México contam com facilidades e instalações que oferecem serviços para pessoas com incapacidade motora, visual, auditiva ou mental.
O Aeroporto Internacional da cidade do México e as linhas aéreas oferecem serviços pra pessoas com capacidades diferentes  possam movimentar-se conforme as suas necessidades.
Os terminais contam com elevadores, tapetes rolantes, rampas eléctricas, casas de banho, transporte em minibus.
As companhias aéreas também oferecem serviços especiais para os seus passageiros com incapacidades , por exemplo, Aeroméxico e Volaris contam com acessibilidade a cadeiras de rodas , sinalética e outras facilidades como ser acompanhado por um cão guia, além da assistência do seu pessoal tanto no ar como em terra.
É importante, independentemente com que companhia se viaje, informar com antecedência a companhia aérea sobre as incapacidades do passageiro para receber apoio oportuno e de qualidade.
Apesar  de todos este serviços, tanto nos aeroportos como como as companhias de aviação ainda têm algumas carências no apoio das pessoas com incapacidade, de acordo com Laura Bermejo, Vice presidente da Associação Libre Acceso ( Livre Acesso).
No aeroporto da Cidade do México um dos principais problemas é a falta de cadeiras de rodas e o seu mau estado.
Os passageiros com incapacidade também se submetem aos filtros de segurança dos aeroportos, sem dúvida, um dos principais problemas é que “o pessoal carece de formação para atender pessoas com deficiência”, menciona Laura Bermejo.


Nos aviões, apesar do apoio dos assistentes de bordo, existem várias dificuldades.  Algumas das principais são que nem todas as aeronaves contam com assentos para pessoas com incapacidade motora ou não contam com sinalização em Braille para pessoas cegas.
No despacho  emitido pela Direção Geral de Aeronáutica Civil e a SCT em novembro de 2013 estabelecem-se vários pontos para homologar critérios operativos e de infraestrutura  na prestação de serviço de transporte aéreo a pessoas com incapacidade.
“Os passageiros com incapacidade não querem um tratamento especial,  procuram um tratamento de acordo com as suas necessidades” refere Laura Bermejo


Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s