Queimadas Forest Park with accessible footpath.


Versão Portuguesa

Localized at Santana´s county at 15 minutes , by car, from Funchal, in the West side of Madeira island, at 900m high is the Queimadas Forest Park. With 30 footpaths, that all together, complete more than 100 km. One of these footpaths is accessible to people with physical disabilities and visual impairments.
At the Park can be found plant species that are exclusives from Madeira. The exuberant vegetation, a Laurissilva forest( typical forest from Madeira) is a constant presence. Queimadas’s Park hosts species from other places as oaks and fir trees, some with more than 100 years old.
 Park´s House
In the middle of the park, were begin and end all the footpaths, we are faced with a house that bring to our mind one of Hensel and Gretel histories. This house is the park’s ex-líbris. Is built with noble wood, from the island, and thatch. Its is open to the public in special occasions or with prior authorization.
There are 30 footpaths, with many difficulty levels. The footpaths with less difficulty level are tehe“Adenos” and the “Vinháticos” footpaths have about 1km. The footpaths with bigger difficulty level are “ Caldeirão Verde” and “Caldeirão do Inferno”.

Pico das Pedras, the accessible footpath

The park’s Management thought also in people with conditioned mobility, who might want visit it. It was created an accessible footpath for people with visual impairments and conditioned mobility. It is the only accessible footpath in Madeiraisland. Pico das Pedras, so it is called , is flat and without any relied, There is also a hand support and all along the walk and a guide is available. All together the footpaths make up more than 100km distance.
The area occupied by the Park between the 10 and 15 ha, don’t knowing were it begins or ends.
Every day dozens of visitors that there arrive. After running through some footpaths compare them with each other. But they all reach the same conclusion: this park has breathtaking views.
Source:

Madeira Essential Magazine nr 31  April/May 2012

 Related Videos


GPS Location
32°46’59.68″N
16°54’23.83″W


Adress:
Santana
9230 SANTANA
Madeira
Portugal
Advertisements

Parque Florestal das Queimadas com percurso acessível

Localizado no concelho de Santana a 15 minutos de carro da cidade do Funchal, na zona Oeste da  ilha da Madeira,.a cerca de 900 metros de altitude, está o Parque Florestal das Queimadas. Com 30 percursos pedonais. Destes 30 percursos existe um destinado a pessoas com problemas  de visão e incapacidades motoras.
Pico das Pedras

Neste Parque podem ser encontradas espécies de plantas que são exclusivas da Madeira. A vegetação exuberante, característica da floresta Laurissilva (Floresta típica Madeirense) é uma presença constante.  O Parque das Queimadas também alberga espécies de outras paragens como carvalhos e abetos,  alguns com mais de 100 anos.

No centro do parque, onde começam e acabam todos os percursos,  deparamo-nos com uma casa que nos faz lembrar um qualquer conto de Hensel e Gretel. Esta casa é o ex-líbris do parque.É construída com madeiras nobres, da própria ilha, e colmo. Só é aberta ao público em ocasiões especiais  ou com uma autorização especial.
Existem 30 percursos, no parque, com vários graus de dificuldade. Os percursos com menor grau de dificuldade são os “Adenos” e dos “Vinháticos” que têm cerca de 1km . Os percursos com maior grau de dificuldade são os do  “Caldeirão Verde”  e do “Caldeirão do Inferno”.

Pico das Pedras, o percurso acessível.



Casa do Parque

A direção do Parque também pensou nas pessoas com mobilidade condicionada que queiram visitá-lo. Foi criado um percurso acessível a pessoas com problemas visuais e com mobilidade condicionada. É o único percurso acessível na ilha da Madeira. O Pico das Pedras, como é chamado, é plano sem grande relevos. Existem vários varandins ao longo de percurso. Também é possível requisitar um guia. Todos juntos, os percursos, compreendem mais de 100 km de distância.


A área ocupada pelo Parque está entre os 10 e 15 ha, não se sabendo muito bem onde começa e onde acaba.
Todos os dias ali chegam dezenas de visitantes. Após percorrerem alguns percursos e os comparam-nos entre si. Mas todos chegam à mesma conclusão: este parque tem vistas deslumbrantes. 


Fonte /Source:
Revista Madeira Essential Magazine nº/nr 31  Abril/Maio April/May 2012

Videos Relacionados


Localização GPS
32°46’59.68″N
 16°54’23.83″W

Morada:
Santana
9230 SANTANA
Madeira
 Portugal

Tróia Roman Ruins with accessible footpath.

Versão Portuguesa

Located in the middle of the Troia Peninsula, overlooking the Serra da Arrábida, with a beach about 18 km, are the Roman ruins of Troia Complex fish-salting to 2000 years. These Roman ruins were opened for one year is a route accessible to persons with disabilities.

The Roman ruins of Troia were classified as a National Monument in 1910. But in the eighteenth century has aroused the interest of the Infant Maria (D.Maria I), later in the start of her reign of the excavations being regarded, at present, the first Portuguese archeological zone.
Setúbal has always had a proiminent salting industry, not only by the salt located there but also by the abundance and quality of his fish for which this city has always been known. The Phoenicians first and the Romans after ,they realized the potential that the area of the estuary of Sado had regarding the industry of salting and fish conservation.

It was about 2000 years there was built the largest complex of salting fish conservation of the Roman world known today.
At the complex can be observed the facilities that reached to our present: Residential area, salting workshops, spa, several necropolises, a mausoleum and a aquarian route early Christian basilica.
This space can be seen some archaeological findings such as ceramics, pottery, amphorae and fish bones (sardines).
The recovery of this area results from a protocol signed between the IGESPAR and Sonae (owner of the land where the ruins are located)and that led to the reopening of the ruins to the public 20 years after closure..

The creation of this route was in charge of landscape architect Hipólito Bettencourt. Francisco Providência is responsible for the design of explanatory panels, signage and other elements of disclosure. Inês Vaz Pinto led the team of archaeologists involved in the excavations of the ruins

It is also noted that the existing route is 450 meters in the ruins and is accessible to people with reduced mobility.

 Visits

 Access:

From Setúbal

A2 Saída de Grândola, Santiago do Cacém ou Alcácer do Sal / A2 Grândola, Santiago do Cacém or Alcácer do Sal exit.

Videos relacionados / Related videos

Sources:

EU nº66- Revista dos colaboradores das empresas Sonae
EU nr.66- The Magazine of Sonae company employees

Troiaresort

Portugal Romano

http://www.publico.pt

Localização / Location:
Carvalhal., 7570

Texto relacionado/ Related text:

7 maravilhas Praias de Portugal / 7 wonders Beaches of Portugal

Lista de Praias Acessíveis, em Portugal, ano de 2011 / Accessíble Beaches List,in Portugal, year of 2011

Ruínas Romanas de Tróia com percurso acessível.

Localizadas em plena Península de Tróia, com vista para a Serra da Arrábida e com uma praia com cerca de 18 Km, estam as Ruínas Romanas de Tróia. Um complexo de salga de peixe com 2000 anos. Estas Ruínas Romanas foram inauguradas à um ano  tem um percurso acessível a pessoas com mobilidade condicionada.
As Ruínas Romanas de Tróia foram classificadas como Monumento Nacional em 1910. Mas já no século XVIII despertavam interesseda Infanta Maria (D. Maria I), que mais tarde, já no seu  no reinado de ali inicia as escavações,  sendo estas consideradas , actualmente, a primeira zona arqueológica portuguesa.
Desde sempre Setúbal teve uma industria conserveira proeminte, não só pelas salinas aí localizadas mas também pela abundância e qualidade do seu peixe pela qual esta cidade sempre foi conhecida. O fenícios, em primeiro lugar e os romanos depois, perceberam as potencialidades que a zona do estuário do sado tinha no que toca à industria da salga e conserva de peixe.
Foi à cerca de 2000 anos que ali foi construído o maior complexo de salga conserva de peixe do mundo romano conhecido até hoje.
Neste complexo podem ser observadas as várias valências que o serviam e chegaram até aos dias  : Zona residencial, Oficinas de salga, termas, várias necrópoles, um mausoléu a rota aquária e uma basílica paleocristã.

Neste espaço podem ser visto alguns achados arqueológicos como cerâmicas, loiças, ânforas e espinhas de peixe (sardinha).
A recuperação deste espaço resulta de um protocolo assinado entre o IGESPAR e a Sonae( proprietária dos terrenos onde se localizam as ruínas) e que permitiram a reabertura das ruínas ao público 20 anos após o seu encerramento.

A criação deste percurso esteve a cargo do arquitecto paisagista Hipólito Bettencourt. Francisco providência é o responsável pelo design dos painéis explicativos, sinalética e outros elementos de divulgação. Inês Vaz Pinto coordenou a equipa de arqueólogos envolvidos nas escavações das ruínas .

Importa ainda referir que o percurso existente nestas ruínas tem 450 metros e está acessível a pessoas com mobilidade reduzida.
A2 Saída de Grândola, Santiago do Cacém ou Alcácer do Sal /  A2  Grândola, Santiago do Cacém or Alcácer do Sal exit.

Videos relacionados

Fontes:

EU nº66- Revista dos colaboradores das empresas Sonae

Troiaresort

Portugal Romano

http://www.publico.pt

Localização
Carvalhal., 7570

 Texto relacionado

7 maravilhas Praias de Portugal / 7 wonders  Beaches of Portugal

Lista de Praias Acessíveis, em Portugal, ano de 2011 / Accessíble Beaches List,in Portugal, year of 2011

José Senra, 52, gosta de viajar






Olá a Todos!!
Esta semana iniciamos uma nova rubrica no Património Português Acessível. Chama-se Dica Acessível pretende a partilha de experiências de quem viaja em Portugal  e tem qualquer tipo de deficiência.
Esta semana trazemos o testemunho de José Senra, um minhoto de 52 anos que adora viajar  e pelo que percebo não é a sua deficiência que o impede de viajar
“Olá chamo-me José Senra, tenho 52 anos de idade, casado e ando de cadeira porque nasci com Spina Bífida.
José numa varanda na ilha do Porto Santo
Já viajei muito. Quer pela Europa, quer também pelo Brasil onde já fiz alguns milhares de Kms.
As férias são geralmente feitas em Portugal. As viagens são praticamente todas marcadas na net. A nível de hoteis e de marcação de viagens de avião, quando se aplica.
Adoro Lisboa, mas também gosto muito de Coimbra, Aveiro, Porto, algumas localidades no Alentejo e a minha cidade Natal, Viana do Castelo. 
Viajo tanto só como acompanhado e esse facto, não altera o modo como organizo as viagens. Uso geralmente motores de busca na net e apenas aplico a variável pessoa em cadeira de rodas. Logo a unidade hoteleira terá mesmo acessibilidades, pois isso é o indicado em sites e revistas da especialidade. 
Sempre que necessário escrevo sugestões ou faço mesmo reclamações nos livros próprios para esse efeito. Ou mesmo voltando a casa, envio emails sugerindo pontos a serem melhorados e salientando também os que já acho estarem perfeitos. 
Já me perderam a cadeira de rodas em aviões, já tive chatices ao tentar apanhar comboios que não eram acessíveis, já desisti de fazer viagens de longo curso em autocarros porque simplesmente não estão adaptados, etc.
Felizmente hoje em dia em muitas cidades deste país (Portugal), os transportes urbanos já começam a ser inclusivos, o que melhora substancialmente a mobilidade a todas as pessoas.”.

Se quiserem seguir o exemplo do José  sigam este link, respondam às perguntas   e enviem-nas acompanhadas de uma ou duas fotografias  com a respetiva  autorização de publicação para accessibleheritage@hotmail.com .

Todas as “entrevistas” serão publicadas.

José Senra, 52 , enjoy to travel



Versão Portuguesa


Hello everyone!!
This week we start a new line in the Portuguese Accessible Heritage .It’s Called Accessible Tip intends to share experiences of travelers in Portugal and has any kind of disability.
This week we bring the testimony of Joseph Senra a 52 , borned in Minho (northen Portugal)who loves to travel and as I see is not his disability that prevents him  to travel.
José in a terrace in Porto Santo island
“Hello my name is José Senra, I’m 52 years old, married and I’m a wheel chair user because I was born with Spina Bifida.
I have traveled a lot. Whether in Europe, also to Brazil where I have done a few thousand Kms.
The holidays are usually made in Portugal. The trips are almost all marked on the net. In what concerns to hotels and booking air travel  when applying.
I love Lisbon, but also like a lot of Coimbra, Aveiro, Porto, some locations in the Alentejo and my hometown, Viana do Castelo.
I travel either alone or accompanied and this fact does not change the way we organize the trips. Usually use search engines on the Internet and just apply the variable person in a wheelchair. Soon the hotel  will have the same access, as this is indicated on websites and journals.
When necessary I write suggestions or make complaints even in the books themselves for this purpose. Or even back home, sending emails suggesting points to be improved and also highlighting those already think are perfect.
Have lost me the wheelchair on airplanes, I’ve had annoyances when trying to catch trains that were not accessible, I have given up making long journeys on buses because they simply are not adapted, etc.
Fortunately today in many cities in this country (Portugal), urban transport are already beginning to be inclusive, which substantially improves the mobility of all people. “.
If you want to follow the example of José  follow this link, answer the questions and send them accompanied by one or two photographs with the respective authorization for publication accessibleheritage@hotmail.com.

All the “interviews will be published

+ Accessible Beach 2015.

Versão Portuguesa

The National Rehabilitation Institute decided to award the prize to “+ Accessible Beach” 2015 to Vilamoura Beach, in the municipality of Loulé and the  Fraga da Pegada River Beach in Macedo de Cavaleiros Municipality.
This award distinguishes the beaches that make up the list of the “Accessible Beach, Beach for All” and that stood out in the implementation and improvement of best practices in access of disabled people to these bathing areas.
 

Access wood boardwalks – Vilamoura beach – photo:www.marinadevilamoura.com
The winner, the Vilamoura beach “is the most accessible among accessible , mainly because it is very complete and convenient to the user’s point of view of the services it provides and enjoy the proximity to a tourist offer of excellence in the surrounding area. Disabled Parking intercom with the reception of beach access wood boardwalks  near the main entrance to the beach, connecting ramp to the beach, changing rooms (with toilet and shower for disabled), medical center, bar / restaurant and beach reception with access level, access ramps bordering on an easily accessible walkway to the very huts / culms (free for the disabled person and a companion), trouser type Mobi-Mat that extends almost to the water, as well as the service assisted bathing, which is performed with the help of two full-time lifeguards and a beachtrotter are some of the accessibility of services that have “this beach area.
 

Fragata Pegada River beach – photo:www.visitportugal.com
The second classified, the  Fraga da Pegada River Beach has the prominent factors in relation to more the fact of being surrounded by a fascinating natural scenery of the Albofeira do Azibo. It is more blue flags have across Europe. “The whole beach area offers parking, adapted aid station, accompanied baths, specific information boards, including Braille for the visually impaired.”
GPS coordinates:
Vilamoura Beach
N 4 37 ‘17.75’ ‘
W -8º 6 ‘59.14’
River Beach Fraga da Pegada
N 41º 34 ’53’ ‘
– W 06º 53 ’58’ ‘
Sources:
Related Videos

Praia + Acessível 2015



O Instituto Nacional de Reabilitação decidiu atribuir o galardão de “Praia + Acessível” de 2015 à Praia de Vilamoura, no Concelho de Loulé e à Praia Fluvial da Fraga da Pegada, no Concelho de Macedo de Cavaleiros.
Passadiço em madeira- Praia de Vilamoura foto:www.marinadevilamoura.com
Este Prémio distingue as Praias que compõem a lista do projeto “Praia Acessível, Praia Para Todos”  e que mais se destacaram na implementação e na melhoria de boas práticas no acesso de pessoas com deficiência a estes espaços balneares.
A vencedora, a praia de Vilamoura” é das mais acessíveis entre as acessíveis, principalmente por ser muito completa e cómoda ao utente do ponto de vista dos serviços que disponibiliza e por gozar da proximidade de uma oferta turística de excelência na zona envolvente. Estacionamento para deficientes com intercomunicador com a receção de praia, acesso aos passadiços em madeira próximo da entrada principal da praia, rampa de ligação ao areal, balneários (com WC e chuveiro para deficientes), posto médico, bar/restaurante e receção de praia com acesso de nível, rampas de acesso que confinam com uma passadeira facilmente acessível até às próprias palhotas/colmos (gratuitas para a pessoa com deficiência e um acompanhante), passadeira tipo Mobi-Mat que se estende praticamente até à água, assim como o serviço de banhos assistidos, que é realizado com o auxílio de dois nadadores salvadores a tempo inteiro e de um tiralô são alguns dos  serviços de acessibilidade de que dispõe” esta zona balnear.
 

Praia Fluvial Fraga da Pegada foto:www.visitportugal.com

A segunda classificada, a Praia Fluvial da Fraga da Pegada tem como factores de destaque em relação às de mais o facto de ser envolvida por um cenário natural fascinante da Albufeira do Azibo. É a que mais bandeiras azuis tem em toda  Europa. “Toda a zona da praia disponibiliza estacionamento próprio, posto de socorro adaptado, banhos acompanhados, painéis informativos específicos, inclusive em braille para pessoas com deficiência visual.”
Coordenadas GPS:
Praia de Vilamoura
N 37º 4′ 17.75”,
W -8º 6′ 59.14”
Praia Fluvial Fraga da Pegada
N 41º 34′ 53”
– W 06º 53′ 58”
Fontes:
Videos relacionados