Lisbon’s Maritime Museum For All

Versão Portuguesa

 

Located in Belém, Lisbon in an surrounding are closely linked to the Portuguese Discoveries, the Maritime Museum tells the history of the relationship between Portugal and the Sea. Founded 150 years ago, this museum was a pioneer in accessibility for people with reduced mobility.

It all started in 1863 when  D.Luís I, the only Portuguese monarch to command a ship, an Oceanography enthusiast , decided to legislate the creation of a collection of testimonies related to maritime activity in Portugal . this collection assembled pieces of sixteenth and seventeenth centuries .

In 1934 , the works were beginning construction the building , where is now the Museum , at the Jerónimos Monastery . In 1948 Henrique Maufroy  de Seixas donates in  testament to his most valuable private collection , becoming the Maritime Museum great benefactor.

With the creation of all the legal tools in 1959 has begun the installation of the museum as we know it today , in the west and north wing of the Jerónimos Monastery .

The Collection

The vast collection of the Museum of Marine embraces the whole history of navigation in Portugal . You can view navigation instruments , figureheads of some ships of the Portuguese Navy , models of important Portuguese ships , as the Tall ship Sagres or types of vessels fishing inshore and distant river . You can also view the Royal cabins of the last portuguese kings , who belonged to the Royal Yacht ” Amelia” . A pavilion highlighted Museum is also possible to see ships -sized , is the call of sandeels room where we can find ships river traffic and fishing . It is also in this pavilion we find three seaplanes , among which stands out the ” Santa Cruz III ” , which completed the first sea crossing of the South Atlantic in 1922 , made ​​by Gago Coutinho and Sacadura Cabral

Accessibility

Being the primary mission of the Maritime Museum, the disclosure of its collection , was  attention to visitors with special needs . So were eliminated any type of barriers that could prevent the passage of people with mobility problems . For people who are blind or have low vision have at their disposal a ” Touch Route ” along the permanent exhibition , where visitors can grope 44 pieces in six thematic areas . The course is supported by subtitles in Braille and two black and catalogs in Braille for the visually handicapped .

Entry into the permanent exhibition is free for people with disabilities .

Source :

Maritime Museum

Contacts

Contacts
Tel.: 213620019
Fax: 213631987
E-mail : geral.museu@marinha.pt

Praça do Império, 1400-206 Lisboa

GPS location

38°41’49.20″N

9°12’29.03″W

 

Related Videos

 

Advertisements

Museu de Marinha de Lisboa para Todos

English Version

Localizado, em Belém, Lisboa, numa área envolvente estreitamente com Os Descobrimentos Portugueses, o Museu de Marinha conta-nos a história da relação de Portugal com o Mar. Fundado há 150 anos, este Museu foi pioneiro na acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida.

Tudo começou em 1863, quando D.Luís I, o único monarca português a comandar um navio e grande entusiasta da oceanografia, decidiu legislar sobre a constituição de uma colecção de testemunhos ligados à actividade marítima em Portugal. esta  colecção reunia peças dos séculos XVI e XVII.

Em 1934, tiveram inicio as obras de construção o edifício, onde se localiza actualmente o Museu, no Mosteiro dos Jerónimos. Em 1948 Henrique Maufroy de Seixas doa em testamento a sua valiosíssima colecção particular, tornando-se o grande benemérito do Museu de Marinha.

Com a criação de todas as ferramentas legais, em 1959, deu-se início à instalação do museu, tal como o conhecemos hoje, nas alas poente e norte do Mosteiro dos Jerónimos.

A Colecção

O vasto acervo do Museu de Marinha abarca toda a história da navegação em Portugal. É possível ver instrumentos de navegação, figuras de proa de alguns Navios da Marinha Portuguesa, maquetas de importantes navios portugueses, como o Navio escola Sagres ou tipos de embarcações de pesca costeira, longínqua e fluvial. É também possível ver as Camarinhas reais, dos últimos monarcas portugueses, que pertenceram ao Iate Real “Amélia”. Num pavilhão destacado do Museu é também possível ver navios em tamanho real, é a chamada sala das galeotas onde podemos encontrar navios de tráfego fluvial e de pesca. É também neste pavilhão que vamos encontrar três hidroaviões, de entre os quais se destaca o “Santa Cruz III” , que completou a primeira travessia marítima do Atlântico Sul em 1922, feita por Gago Coutinho e Sacadura Cabral

As acessibilidades.

Sendo a principal missão do Museu de Marinha, a divulgação do seu acervo, houve una atenção especial com os visitantes com necessidades especiais. Assim foram eliminadas quaisquer tipo de barreiras que pudessem impedir a passagem de pessoas com problemas de locomoção. Para pessoas cegas ou com baixa visão têm à sua disposição um “ Percurso Táctil” ao longo da exposição permanente, onde os visitantes podem tactear 44 peças nas 6 áreas temáticas. O percurso é suportado por legendas em Braille e por dois catálogos em Braille e a negro para amblíopes.

A entrada na Exposição permanente é gratuita para pessoas com deficiência.

Fonte:

Museu de Marinha

Contactos

Ten Gonçalves Neves
Tel.: 213620019
Fax: 213631987
E-mail : geral.museu@marinha.pt

Praça do Império, 1400-206 Lisboa


Localização GPS

 38°41’49.20″N

9°12’29.03″W

Vídeos relacionados

 

 

Accessible Visits in Monserrate

Versão Portuguesa

 

The Monserrate Palace in Sintra will organize a day dedicated to accessibility. During the day  November  25th will be guided throughout the day guided especially for the blind, the deaf and people in wheelchair.
This initiative is part of the “Parques de Sintra Accommodate Better” project, which aims to improve accessibility to the Park and Palaces, guaranteeing universal access to the natural and built heritage. “Sintra parks welcome better” has as partners the Tourism of Portugal, IP (financed 25% of the program) ACAPO (Association of Blind and Amblyopic of Portugal) APS (Portuguese Association of Deaf) and Association Salvador who participate as consultants.

In the morning the blind visitors will be able to smell, hear the sounds, botanical species and materials of the facades of the palace. Also in the morning it will be possible to explore the park of the palace of Monserrate by means of wheelchair through an aid equipment in the traction of manual wheelchairs. In the afternoon, deaf visitors will also be able to visit the palace with a Portuguese Sign Language interpreter (LPG).

All these activities are supported by the partner associations. The use of footwear and clothing appropriate to the meteorological conditions is recommenced. The visit may be canceled, if the weather is adverse, or adapted only to the interior of the Palace of Monserrate.

Feeling the Heritage (Blind Visitors and Low Vision and Interested People)

Place and Time: Monserrate Palace, November 25th from 10:00 a.m. to 11:30 p.m.

 

Heritage in Gestures (deaf visitors and all interested parties)

 

Place and Time: Monserrate Palace, November 25th from 2:30 p.m. to 4 p.m.

 

Monserrate Gardens without Barriers

 

Place and Time: Monserrate Palace, November 25th at 10:30 a.m. to 12:00 p.m.

 

Tariff person with handicap: € 9 (entrance ticket € 4 + supplement of guided tour € 5)

 

Regular rate: € 13 (entrance ticket 8 € + supplement of guided tour € 5)

 

Requires prior registration: info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

 

More information:

info@parquesdesintra.pt;

21 923 73 00 (working days from 09:30 am to 6:30 pm)

 

http://www.parquesdesintra.pt

 

Palace of Monserrate:

 

Address: Rua Visconde de Monserrate, 2710-405 Sintra

 

GPS coordinates:

N 38 ° 47 ‘37.7082 “,

W 9 ° 25 ‘12.8172 “

 

Related Videos:

 

 

Visitas acessíveis em Monserrate


English Version

O Palácio de Monserrate, em Sintra irá organizar um dia dedicado à acessibilidade. Durante o dia 25 de Novembro irão decorrer ao longo do dia visitas guiadas especialmente orientadas a cegos, surdos e pessoas em cadeira de rodas.


Esta iniciativa enquadra-se no projeto “Parques de Sintra acolhem melhor” que tem como objetivo melhorar as condições de acessibilidade aos Parque e Palácios garantido o acesso universal ao Património natural e construído. “Parques de Sintra acolhem melhor” tem como parceiros o Turismo de Portugal, IP (financiou 25% do programa) a ACAPO ( Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal) APS (Associação Portuguesa de Surdos) e Associação Salvador que participam como consultores.

De manhã os visitantes cegos poderão cheirar, ouvir tatear os  sons, espécies botânicas  e materiais das fachadas da palácio.   Também da parte da manhã será possível explorar o parque do palácio de Monserrate através de cadeira de rodas através de um equipamento  ajuda na tracção de cadeiras de roda manuais. À tarde os visitantes surdos também poderão visitar o palácio com um interprete de Língua Gestual Portuguesa (LPG).

Todas estas actividades contam com o apoio das associações parceiras. Recomenada-se o uso de calçado e roupa adequada às condições meteriológicas. A visita poderá ser cancelada, caso as condições meteorológicas sejam adversas, ou adaptada apenas ao interior do Palácio de Monserrate.

Sentir o Património (Visitantes Cegos e baixa visão e pessoas interessadas)

Local e Hora: Palácio de Monserrate, 25 de Novembro das 10:00 às 11:30


Património em Gestos ( visitantes surdos e a todos os interessados)

Local e Hora: Palácio de Monserrate, 25 de Novembro das 14:30 às 16:00


Jardins de Monserrate sem Barreiras

Local e Hora: Palácio de Monserrate, 25 de Novembro as 10:30 às 12:00

Tarifário pessoa com deficiência: 9€ (bilhete de entrada 4€ + suplemento de visita guiada 5€)

Tarifário regular: 13€ (bilhete de entrada 8€ + suplemento de visita guiada 5€)

Requer inscrição prévia: info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

Mais informações
info@parquesdesintra.pt ;

21 923 73 00 (dias úteis das 09h30 às 18h30)

http://www.parquesdesintra.pt

Palácio de Monserrate:

Endereço: Rua Visconde. de Monserrate, 2710-405 Sintra


Coordenadas GPS:

N 38° 47′ 37.7082″,

W 9° 25′ 12.8172″

Videos relacionados



 

 

Palace of Bragança Dukes more Accessible

Versão Portuguesa

The Palace of the Dukes of Bragança, located at Monte Latito in Guimarães adapted its facilities to receive with impaired physical and intellectual visitors.

Ordered to built in the fifteenth century by D. Afonso (illegitimate son of King John I and D. Inês Pires Esteves) 1st Duke of Bragança. It is a large palace and features fortified house.

Having only been inhabited soon after its construction, in the following centuries, this secular property has been abandoned. In the twentieth century was recovered and refurbished with parts dating from the seventeenth and eighteenth centuries, such as tapestries, Indo-Portuguese and Spanish-Arabic furniture, porcelains India Company and Portuguese ceramics.

For António Ponte, director, ” to make the monument more accessible and inclusive is the biggest challenge”. Last year the project was presented to improve the accessibility contemplating people with physical, visual and mental impairments. The fact that Guimarães is the European Capital of Culture in 2012 and applying for EU funds favored the financial implementation of the project.

The improvements were implemented in the installation of an elevator that ensures the connection of the ground floor to the first floor, the first floor were placed ramps and walkways. People with visual impairments have at their disposal a Braille script and a selection of pieces to play and learn.

For people with mental difficulties were created several activities planned and targeted to their specific.

How to visit  – This information is only avalaiblein portugues

Adress

Rua Conde D. Henrique,
4810-412 Guimarães

 GPS coordinates

41º26’47” N;

08º17’28” w

Contactos

Telefone: 351 253 412 273

GPS Localization

41º26’47” N  08º17’28” w

 Sources:


Turismo Adaptado

Paço do Duques de Bragança

Related Videos

Paço dos Duques de Bragança mais acessível

English Version

O Paço dos Duques de Bragança, localizado no Monte Latito, em Guimarães adaptou as suas instalações para poder receber visitantes com dificuldades de físicas e intelectuais.

Mandado construir no século XV por D. Afonso (filho ilegítimo de D. João I e D. Inês Pires Esteves) 1º Duque de Bragança. É um palácio de grandes dimensões e com características de casa fortificada.

Tendo sido apenas habitado logo a seguir à sua construção, nos séculos seguintes, este imóvel secular esteve ao abandono. No século XX é recuperado e remobilado com peças datadas dos séculos  XVII e XVIII, como tapeçarias, mobiliário indo-português e hispano-árabe, porcelanas da companhia das Índias e faianças portuguesas.

Para António Ponte, diretor,  “tornar o monumento mais  acessível e inclusivo é o maior desafio. No ano passado foi apresentado o projeto de melhoria das acessibilidades contemplando pessoas com dificuldades motoras, visuais e mentais O facto que Guimarães ser Capital Europeia da Cultura em 2012 e a candidatura a fundos comunitários favoreceram a concretização financeira do projeto.

As melhorias concretizaram-se na instalação de um elevador que garante a ligação do rés-do-chão ao primeiro andar, No primeiro andar foram colocadas rampas e passadiços. As pessoas com dificuldades visuais têm à sua disposição um roteiro em Braille e uma selecção de peças para tocar e apreender.

Para as pessoas com dificuldades mentais foram criadas diversas actividades programadas e direccionadas à suas especificidades

 

 

Morada

Rua Conde D. Henrique,
4810-412 Guimarães

Localização GPS

41º26’47” N;

08º17’28” w

Contactos

Telefone: 351 253 412 273

 

Fontes

Turismo Adaptado

Paço do Duques de Bragança

Videos relacionados

 

Park Tour with Portuguese Sign Language

Versão Portuguesa

Next Saturday, November 18th, the Porto City Council, through its Environment Department, will take the Guided Tour with Portuguese Sign Language at Parque Oriental do Porto.

It is already next Saturday the last “Walk in the Park” since the year, next to the Rio Tinto, at Parque Oriental do Porto. The Environment Department of the City Council of Porto launched, last June, the program of guided tours to the city’s urban parks, revealing its flora, its particularities and the stories related to each one of them.

This last visit will take place in Parque Oriental City will be led by the architect Sidónio Pardal, author of the project of the Park around 14:30.

Contacts:

E-mail parquesurbanos@cm-porto.pt

Telephone: 225 320 080.

Source: www.porto.pt

Location

Alameda de Azevedo,

s / n, 4300-052 Porto

How to get there

Metro: Lines A, B, C, E and F

Station: Campanhã (connection with Urban and Interurban Buses)

STCP: 205, 400 and ZR

Related Videos

Passeio Parque com Língua Gestual Portuguesa

English Version

 

No próximo Sábado, dia 18 Novembro, a Câmara Municipal do Porto, através do seu  Pelouro do Ambiente irá fazer o Passeio guiado com tradução em Língua Gestual Portuguesa no Parque Oriental do Porto.

É já no próximo Sábado o último “ Passeio no Parque” desde ano,junto do Rio Tinto, no Parque Oriental  do Porto. O Pelouro do Ambiente da Câmara Municipal do Porto lançou, no último mês de Junho, o programa das visitas guiadas ao parques urbanos da cidade, dando a conhecer as sua flora, as particularidades e as histórias ligadas a cada um deles.

Esta última visita decorrerá no Parque Oriental da Cidade será conduzida pelo arquiteto Sidónio Pardal, autor  do projecto do Parque por volta das 14:30.

Contactos:

E-mail parquesurbanos@cm-porto.pt

Telefone: 225 320 080.

 

Fonte: www.porto.pt

 

Localização

 

Alameda de Azevedo,

s/n, 4300-052 Porto

Como chegar

Metro: Linhas A,B,C,E e F;

Estação: Campanhã (ligação c/ Autocarros Urbanos e Interurbanos)

STCP: 205, 400 e ZR

Videos relacionados

 

 

 

Ílhavo Maritime Museum with accessibilities

Versão Portuguesa

 

The  Ílhavo Maritime Museum , shows  to the public , the relationship between the people from Ílhavo, the Sea,  the Ria de Aveiro and Cod Fishing . It has an cods aquarium. Has elements that make it accessible to people with reduced mobility.

It all started in 1937 when a group of people decided to create a museum that depicted their roots , their customs , their regional ethnography . In 2001 the Maritime Museum is installed in the building where today everyone can visit it whole structure has access to wheelchairs. There is a guide in Braille for visually impaired visitors .

The Cod Fishing

The Aveiro region  is related to cod fishing for decades . In this region several generations of fishermen left for Newfoundland ( Canada) , in search of the ” faithful friend ” of the Portuguese .

The  Ílhavo Maritime Museum offers visitors five permanent exhibitions

Hall Faina Maior / Capt. Francisco Marques

The Odyssey of the Cod Fishing , is represented in the Faina Maior / Captain Francisco Marques hall . Here we can see, touch and enter in a replica of a ancient ship of Cod Fishing. The Tallship ” Faina Maior ” evokes and honors the men who navigated to cod in extreme conditions , in small boats, the dóris , trolling, sometimes paying with their lives this drudgery . In this room there Audiovisual materials , and tools ,from the  original period , showing what life was like on board, the anguish of the families who were on the ground waiting for the departers  to the Sea.

Ria’s Hall

In this room counts as was intended in the Ria de Aveiro . The visitor can see some utensils related to the extraction of salt and seaweed catch the two strongest industries in the region of Aveiro . You can also see the typical boats , life-size , Ria as Moliceiro used in harvesting the seaweed and salt shaker that served to extract salt from Ria

Shells and Seaweed’s Hall

In this room we can find part of a vast collection , the largest in the country , shells donated to the Museum in 1965 by Pierre Delpeut . The other part of the collection , which includes Seaweed can be seen in the Museum reserves .

 Seas Hall

Here the visitor can see repelics , at scale, of vessels inland waterway , coastal and offshore .

Painting Hall

The room Painting IMM contains paintings covering two realities , the maritime and fluvial navigation and a more ethnographic reality of the Municipality of Aveiro , many from local artists .

Cods Aquarium

Within the framework of the celebrations of the 75th Anniversary of the ÍlhavoMaritime Museum , Yhe Ílhavo City Council inaugurated the Cod Aquarium, to promote the city as Capital Portuguese of Cod .

The construction of this tank was the result of a partnership between  the Ílhavo Matirime Museum and  Alsund Maritime Museum,  Norway . The norwegian museum plays an important role in institutional cooperation , providing technical support in the development and operation of the Aquarium Cod Maritime Museum of a and the free supply of codfish that live there .Accessibilities

The visit to the interior of the Museum is made by ramps to access the various rooms, which allows the movement of wheelchairs and pushchairs. There is a small Braille guide for blind visitors.

Accessibilities

The visit to the interior of the Museum is made by ramps to access the various rooms, which allows the movement of wheelchairs and pushchairs. There is a small Braille guide for blind visitors.

Location and Contacts

Av Dr. Roque Madahíl

3830-193 ÍLHAVO

Tel : ( +351 ) 234 329 990

Fax : ( +351 ) 234 321 797

Mail : museuilhavo@cm-ilhavo.pt

N 40 ° 36 ‘ 16.11 ” | W 08 º 39’ 57.65 ”

Schedule

March to September

Tuesday to Saturday – 10:00 to 18:00

Sunday – 14:00 to 18:00

October to February

Tuesday to Saturday – 10:00 to 18:00

Source :http://www.museumaritimo.cm-ilhavo.pt/

Special thanks :

Hugo Pequeno,Ílhavo Maritime Museum

Related Videos

 

 

 

Museu Marítimo de Ílhavo com acessibilidades

English version

 

O Museu Marítimo de Ílhavo,dá conta, ao público, da relação os ílhavenses com o Mar,com a Ria de Aveiro e a Pesca do Bacalhau. Tem um aquário de Bacalhaus. Tem elementos que o tornam acessível a pessoas com mobilidade reduzida.

Tudo começou em 1937, quando um grupo de ilhavenses decidiu criar um museu que retratasse as suas raízes, os seus costumes, a sua etnografia regional. Em 2001 o Museu Marítimo instala-se no edifício onde hoje todos podem visitá-lo .

Toda a sua estrutura tem acesso a cadeiras de rodas. Existe um guia em Braille para visitantes invisuais.

A Pesca do Bacalhau

A região de Ílhavo desde há muito que está relacionada com a Pesca Bacalhau. Desta região várias gerações de pescadores partiram para a Terra Nova (Canadá), em busca do “fiel amigo” dos portugueses .

O Museu Marítimo de Ílhavo oferece aos seus visitantes cinco exposições permanentes :

Sala da Faina Maior/ Cap. Francisco Marques

A Odisseia, da Pesca do Bacalhau, está representada na Sala da Faina Maior/ Capitão Francisco Marques. Aqui podemos ver, tocar e entrar numa réplica dos antigos navios da Pesca do Bacalhau.. O veleiro “Faina Maior” evoca e homenageia os Homens que andaram ao bacalhau em condições extremas, em pequenas embarcações, os dóris, pescando à linha, por vezes pagando com a própria vida este penoso trabalho. Nesta sala existe material Audiovisual, e instrumentos de trabalho, originais de época, que mostram como era a vida a bordo, a  angústia das famílias  que ficavam em terra à espera dos que partiam para o Mar.

Sala da Ria

Nesta sala conta-se  como era a visa na Ria de Aveiro. O visitante pode conhecer alguns utensílios relacionados com a extracção do sal e a Apanha do Moliço, duas fortes industrias da região de Aveiro. É também possível ver as embarcações típicas, em tamanho real,  da Ria como o Moliceiro, utilizado na apanha do Moliço e um Saleiro que servia para extrair o sal da Ria

Sala das Conchas e Algas

Nesta sala podemos encontrar parte de uma vastíssima colecção, a maior do País, de conchas doada ao Museu por Pierre Delpeut em 1965. A outra parte da colecção, que inclui Algas Marinhas pode ser observada nas reservas do Museu.

Sala dos Mares

Aqui o visitante pode ver repélicas,à escala, de embarções de navegação fluvial, costeira  e de mar alto.

Salada Pintura

A Sala de Pintura do MMI contém pinturas de que abrangem duas realidades, a navegação marítima e fluvial e uma realidade mais etnográfica do Concelho de Ílhavo, muitas delas de artistas da região.

Aquário de Bacalhaus

No âmbito das comemorações do 75º Aniversário do Museu Marítimo de Ílhavo, Câmara Municipal de Ílhavo inaugurou, o Aquário de Bacalhaus do Museu, visando promover o Município como Capital Portuguesa do Bacalhau.

A construção deste aquário resultou de uma parceria entre o MMI e o Museu Marítimo de Alsund, na Noruega. Museu norueguês assume um papel importante na cooperação institucional, prestando apoio técnico na elaboração e funcionamento do Aquário de Bacalhaus do Museu Marítimo de Ílhavo,bem como o fornecimento gratuito dos Bacalhaus que  ali vivem.

Localização e Contactos

Av. Dr. Rocha Madahíl
3830-193 ÍLHAVO
Tel: (+351) 234 329 990
Fax: (+351) 234 321 797
Mail: museuilhavo@cm-ilhavo.pt

Localização GPS

N 40º 36’ 16.11’’

O 08º 39’ 57.65’’

Horários

Março a Setembro
terça a sábado – 10:00-18:00

domingo – 14:00-18:00

Outubro a Fevereiro
terça a sábado – 10:00-18:00

Fonte : www.museumaritimo.cm-ilhavo.

Agradecimento especial:

Hugo Pequeno, Museu Marítimo de Ílhavo


Vídeos Relacionados